O evangelho como fonte

Evangelho de Jesus Cristo segundo São João (2, 1-12)

A história de casamento em cana segue o encontro de Jesus

com os primeiros discípulos perto do Jordão

enquanto ele se dirige para a Galiléia.


Houve um casamento em Caná da Galiléia. A mãe de Jesus estava lá. Jesus também foi convidado para a festa de casamento com seus discípulos.

Agora faltava vinho; A mãe de Jesus disse-lhe: “Eles não têm vinho. Jesus respondeu-lhe: "Mulher, o que queres de mim? Minha hora ainda não chegou. Sua mãe disse aos servos:

“Faça o que ele mandar. "

Agora, havia seis tonéis de pedra lá para a ablução ritual dos judeus; cada um continha cerca de cem litros. Jesus disse aos servos: “Enchei os tonéis de água. E eles os encheram até a borda. Ele lhes disse: “Agora desenhe um pouco e leve ao mestre da refeição. Eles levaram para ele. O mestre da refeição provou a água transformada em vinho. Ele não sabia de onde vinha esse vinho, mas os servos sabiam, aqueles que haviam tirado a água. O mestre da refeição chama então o noivo e diz-lhe: “Cada um serve primeiro o bom vinho e, depois de o povo beber um bom gole, trazem menos vinho. Mas você, você guardou o bom vinho até agora. ”

Este foi o início dos sinais que Jesus realizou. Foi em Caná da Galiléia. Ele manifestou sua glória e seus discípulos acreditaram nele.

Depois disso, ele desceu para Cafarnaum com sua mãe, seus irmãos e seus discípulos e eles ficaram lá por alguns dias.

 

Tradução litúrgica